Como fazer o aditamento FIES 2019 → Aprenda agora o que é e como fazer

Nos dois semestres, o aluno com a bolsa Fies deve fazer a renovação cadastral do contrato Fies, e esse procedimento é chamado de Aditamento. Aprender a como fazer o aditamento FIES 2019 é muito importante para manter a bolsa.

A renovação indica que a situação do aluno na instituição de ensino para qual solicitou o financiamento continua regular e que ele quer continuar com o financiamento do curso. Além disso, o aluno também pode corrigir alguns dados no sistema.

Veja também:

Nas próximas linhas deste artigo, você vai saber tudo sobre como fazer seu aditamento FIES 2019, além de conhecer o que é aditamento simplificado e não simplificado.

Aditamento FIES 2019

O calendário do aditamento é determinado pelas faculdades, dentro das regras estabelecidas pelo Ministério de Educação (MEC). É importante informar que o a renovação do contrato, o aditamento FIES, é obrigatório e é realizado por meio do Sistema Informatizado do Fies (SisFIES).

Existem duas formas de renovar o contrato do financiamento, o aditamento simplificado e o não simplificado.

O simplificado deve ser feito pelo estudante que não precisa fazer nenhuma alteração cadastral ou precisa atualizar uma simples informação como mudança de endereço, por exemplo. Após confirmar o aditamento, o sistema do Fies emitirá uma mensagem informando se o caso é simplificado ou não. Se for simplificado, o beneficiário só precisa se dirigir até a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino e assinar o Documento de Regularidade de Matrícula (DRM).

Entenda o Aditamento FIES 2019

Mas se o SisFIES sinalizar que o aditamento não é simplificado, significa que há alterações contratuais do financiamento. Sendo assim, é necessário que o aluno compareça à CPSA, assine o documento de matrícula e depois se dirija ao banco (Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil).

Alguns motivos podem fazer com que o aluno tenha que fazer o aditamento “não simplificado” como uma restrição no nome do fiador ou atraso no pagamento de uma taxa semestral.

É importante ficar atento aos prazos. Normalmente o aditamento FIES 2019 é feito, todo semestre, com a renovação da matrícula. Se não for feito, o aluno pode ficar em situação irregular com o Fies e corre o risco de perder a bolsa.

Você terá até 20 (vinte) dias contados a partir da data de conclusão da solicitação para validar as informações do seu curso e os valores da semestralidade.

Veja abaixo a lista de documentos que deverão ser apresentados pelo estudante à CPSA:

  • Original do documento de identificação;
  • Original e cópia do comprovante de residência atualizado;
  • Original e cópia da certidão de casamento, CPF e documento de identificação do cônjuge, em caso de alteração do estado civil do estudante após a contratação do financiamento ou realização do último aditamento;
  • Original e cópia do termo de concessão ou termo mais recente de atualização do usufruto de bolsa parcial do Prouni, em caso de obtenção desse benefício após a contratação do financiamento ou realização do último aditamento.

Prazo Aditamento do FIES 2019

Os prazos para o aditamento do FIES são divulgados duas vezes por ano, ou seja, semestralmente, através do site oficial do Ministério de Educação. O MEC também divulga suas datas, entre outras informações, em suas redes sociais, sendo assim é necessário acompanhá-las para obter uma data correta.

Porém, conforme dito acima, essa data geralmente está próxima à data da matrícula das principais universidades particulares. Nem todas as universidades oferecem o FIES, então é necessário conferir se a sua universidade de escolha está inclusa entre as opções.

ENTENDA O ADITAMENTO FIES 2019

No caso da matrícula de sua universidade ser realizada somente uma vez por ano, o aditamento do FIES 2019 não muda sua postura e deve ser feito semestralmente.

Toda universidade parceira do FIES 2019 possui, também, um responsável pelos trâmites do programa entre sua equipe de funcionários. Converse com o seu para obter maiores informações!

Saiba mais:

Aditamento Fies Novo

Há pouco tempo o MEC divulgou algumas alterações no FIES. Mas com relação ao aditamento, ainda não foram anunciadas alterações no método de renovação. É bem provável que permaneça igual.

Mesmo que o processo de aditamento não tenha sido modificado, imagino que você tenha ficado curioso sobre as mudanças FIES 2019. Abaixo, confira algumas:

  • O FIES, agora, pode ser solicitado por estudantes que têm renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa;
  • Candidatos que comprovem renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa podem obter o FIES sem juros;
  • Moradores das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste que tenham renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa podem obter o financiamento com juros super baixos, de apenas 3% ao ano;
  • Os demais participantes encontrarão financiamento com juros de aproximadamente 6,5% ao ano. Eles terão que comprovar renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa;
  • O prazo para pagamento do financiamento foi alterado. Agora o candidato pode começar a pagar o débito a partir do momento que se formar e estiver empregado.
  • E por fim, acabou o limite de valor de mensalidades.

As melhores faculdades particulares do país participam do FIES, sendo assim, o estudante que conseguir a grande oportunidade de obter uma bolsa Fies, terá a chance de estudar em uma excelente instituição. E é sempre bom chegar no processo seletivo Fies já com uma instituição em mente, pois isso vai facilitar a busca pela vaga ideal.


Caso tenha alguma dúvida a respeito do Fies aditamento 2019 deixe o seu recado agora mesmo para que possamos esclarecê-lo o mais breve possível. Boa sorte!!

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.75
Total de Votos: 4

Como fazer o aditamento FIES 2019 → Aprenda agora o que é e como fazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *